[:pt]Celular todo dia e a era dos desafios[:]

[:pt]

Sabemos da grandiosidade da internet. Sabemos também em como ela mudou as nossas vidas de uns 15 anos para cá. Além de tudo, sabemos como a internet facilitou a tomada de muitas decisões e a conquista de feitos da nossa civilização pós-moderna. Contudo, será que paramos para pensar nos pontos negativos dessa rede mundial que faz parte do nosso cotidiano? Melhor, será que paramos para pensar na influência da internet, das redes sociais na vida dos nossos adolescentes, esses seres em pleno desenvolvimento, que passam por mudanças constantes em todos os âmbitos (físicas, psicológicas, emocionais, e cognitivos)?

 

As redes sociais tornaram-se uma ferramenta utilizada para comunicação e atualização sobre pessoas e assuntos de nosso interesse. Segundo dados da Pesquisa Brasileira de Mídia, elaborada pela Secretaria de Comunicação Social, em 2015, 65% dos jovens brasileiros com até 25 anos acessam a internet todos os dias; em contrapartida, os usuários que possuem mais de 65 anos, a porcentagem é de somente 4%. A pesquisa também afirma que 71% acessam a internet via computador e 66% via smartphone. A frequente utilização destes serviços traz vantagens e desvantagens para seus usuários.

 

A principal vantagem é a troca de mensagens instantâneas que as redes sociais nos oferecem, o que facilita bastante na comunicação. Outra vantagem é o compartilhamento de informações e notícias e divulgação de conteúdo para o mundo inteiro em questão de segundos. Podemos citar também a possibilidade de reunir e fazer novos amigos que possuem interesses em comum.

 

Por outro lado, pensemos em como os usuários, principalmente os adolescentes, estão expostos nas redes sociais. A possibilidade de ter dados, fotos, informações indesejadas divulgadas de forma acidental é enorme. A influência que a internet possui para os adolescentes também podem causar desvantagens. Muitos jovens utilizam as redes sociais para se auto-afirmarem e tudo bem se isso for feito com moderação. Muitos ultrapassam a linha do bom senso e tentam se auto-afirmar afetando outros, causando, com isso, o cyberbullying. Outra consequência de uma auto-afirmação excessiva é a necessidade de chamar atenção a ponto de se prejudicar de várias formas. A propagação de vídeos em sites como YouTube de brincadeiras, jogos e desafios elaborados por jovens e adolescentes influencia outros jovens a praticar estas atividades, sendo um dos motivos que levam adolescentes a participar das brincadeiras de não-oxigenação.

 

Veja uma pesquisa sobre o uso excessivo da internet por meio do celular pelos jovens:

http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2015/07/28/80-dos-jovens-e-criancas-acessam-a-internet-pelo-celular-todos-os-dias.htm

 

 

Ana Beatriz Medeiros
Texto por: Ana Beatriz Medeiros
Colaboradora voluntária e estudante da Fanor.

 

 [:]

4 Comentários

  • Maria Heleneida Silveira

    Parabéns, texto maravilhoso que contribui para estudos científicos no desenvolvimento e aprendizagem dos nossos jovens.

  • Muito obrigada! Comentários assim são sempre motivacionais para continuar esse percurso 😉

  • Maria Auremir Medeiros Almeida

    Excelente artigo, esclarecedor e muito bem escrito. Parabéns a promissora estudante da Fanor, Ana Beatriz Medeiros. Continue realizando esse belo trabalho voluntário. O Brasil precisa de profissionais como vc.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Posts mais recentes

Categorias

Av. Santos Dumont, 1388
Aldeota - Fortaleza/CE
CEP: 60150-160

(85) 3255.8864
(85) 98232.4398
idc@guest.org.br

Siga nossas redes sociais

Rolar para cima
×